Geral

A partir de 2018 Fies passa a ser descontado direto do contracheque

Todas as empresas que contratarem um empregado que financiou o estudo superior com o Fies vão fazer o recolhimento do valor mensalmente pelo eSocial.
ISABELA DE MENESES
07/07/2017 10h40 - atualizado

A partir de 2018, os estudantes universitários que estudam em instituições privadas por meio do Financiamento Estudantil (Fies) vão ter que pagar o empréstimo assim que tiverem renda formal, após deixar a faculdade, utilizando a o salário do primeiro emprego com carteira assinada. A informação foi divulgada nesse quinta-feira (06) pelo Governo Federal. 

O valor vai ser descontado diretamente do salário do empregado, por meio do eSocial, um sistema já utilizado atualmente pelas empresas para pagar contribuições e prestar informações ao governo.

  • Foto: Antônio Cruz/Agência BrasilMendonça Filho Ministro da EducaçãoMendonça Filho, Ministro da Educação

Todas as empresas que contratarem um empregado que financiou o estudo superior com o Fies vão fazer o recolhimento do valor mensalmente pelo eSocial, descontando do salário do trabalhador, como é feito atualmente no caso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Já as pessoas que não tiverem empregos formais, vão pagar apenas uma taxa de co-participação, como é feito enquanto está cursando a universidade. Não vai mais existir carência estabelecida para o pagamento do financiamento, como existe atualmente.

Mais conteúdo sobre: