Piauí

Agespisa realiza novos testes de qualidade da água após inquérito

Foram analisadas amostras de 17 pontos, sendo uma delas considerada insatisfatória.
MARCOS CUNHA
10/04/2017 19h05 - atualizado

Após determinação do Ministério Público do Piauí (MPPI), por meio de ofício da 32ª Procuradoria de Justiça, a Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí (DIVISA) realizou uma nova coleta de amostras de água para consumo humano. Os resultados foram apresentados na manhã de hoje (10), durante audiência no MP.

Foram coletadas amostras em 17 lugares de Teresina, diretamente de pontos de saída do reservatório da Agespisa. Das amostras analisadas, uma delas apresentou resultado insatisfatório, novamente com a presença de coliformes totais. Os resultados com todas das amostras foram detalhados em laudos do Laboratório Central do Piauí (LACEN).

  • Foto: Divulgação/MPPIAudiência debate qualidade da água distribuída em TeresinaAudiência debate qualidade da água distribuída em Teresina

Durante a audiência, ficou estabelecido que no prazo de 15 dias úteis a AGESPISA deve apresentar um cronograma do plano de ação para promover a informação aos consumidores e apresentar dados que considere úteis acerca da instalação dos dosadores de cloro nos poços subterrâneos.

 Agespisa alertou a população de que os reservatórios comerciais, assim como residenciais (casas e condomínios) devem ser limpos e desinfetados a cada 6 meses, buscando minimizar os riscos de contaminação da água.