Política

Aluísio Martins diz que reforma trabalhista é 'retrocesso preocupante'

Para o deputado, a situação do país é grave, devido às reformas propostas por Temer nos poucos meses de mandato.
RAYANE TRAJANO
27/04/2017 18h53 - atualizado

O deputado estadual Aluísio Martins criticou as reformar propostas pelo presidente da República Michel Temer e disse que os membros do Congresso Nacional não possuem “idoneidade” para votar os projetos. As declarações foram dadas no plenário da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (27).

Para o deputado, a situação do país é grave, devido às reformas propostas por Temer nos poucos meses de mandato.  Aluísio criticou a Reforma Trabalhista e disse que ela tem como objetivo favorecer os empresários. O parlamentar questionou também a reforma da Previdência e acredita que essa reforma seja fruto de negociações com o empresariado e que em no futuro a nação irá tomar conhecimento desse fato.

  • Foto: AscomAluísio MartinsAluísio Martins

“Agora, estamos aprovando reformas que interessam a grupos empresariais. É um retrocesso preocupante e o Congresso Nacional não tem idoneidade para aprovar essas reformas, que retiram os direitos do trabalhador”, disse Aluísio Martins.

 O deputado concluiu dizendo que o presidente Michel Temer tem menos de dez por cento do apoio da população e que o momento é de reflexão. Aluísio Martins enfatizou sobre a greve geral que acontecerá amanhã, dia 28 e chamou também a atenção da sociedade para que reaja a essa situação. 

Mais conteúdo sobre: