Piauí

Assassinos do major Mayron Moura são condenados a 33 anos de prisão

A sentença foi proferida nessa terça-feira, 05 de setembro.
RAYANE TRAJANO
06/09/2017 08h00 - atualizado

A juíza Junia Maria Feitosa Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal da Comarca de Teresina, condenou a 33 anos de prisão os dois acusados dematar o major Mayron Moura, ex-comandante do 1º Batalhão PM da capital. A sentença foi proferida nessa terça-feira, 05 de setembro.

  • Foto: Facebook/Mayron Moura SoaresMajor Mayron MouraMajor Mayron Moura

O crime aconteceu no dia 21 de março deste ano, quando o major e filho, Mayron Júnior, estavam em um ponto de ônibus na Rua Professor Camilo Filho, zona sul de Teresina. Na ação, Iranilson Pereira dos Santos e Wallison Jhonatan Rodrigues de Sousa abordaram pai e filho, anunciando um assalto.

Os criminosos atiraram contra o militar e roubaram o aparelho celular que pertencia à corporação. Iranilson estava conduzindo a motocicleta e Wallison foi o autor dos disparos.

  • Foto: DivulgaçãoIranilson Pereira e Wallison JhonatanIranilson Pereira e Wallison Jhonatan

Durante a investigação os dois acusados confessaram o crime e informaram que resolveram abordar as vítimas quando viram os dois do lado de fora de um carro, ambos com celular na mão.

Wallisson e Iranilson foram condenados a 33 anos e 04 meses de reclusão e 334 dias-multa de 1/30 do valor de um salário mínimo vigente. A juíza negou aos réus o direito de recorrer em liberdade e determinou que ambos cumpra a pena na penitenciária Irmão Guido.

Mais conteúdo sobre: