Política

Assis Carvalho diz que Temer impediu a manifestação popular

O deputado petista disse ainda que Michel Temer está impondo seu governo aos brasileiros.
ISABELA DE MENESES
25/05/2017 11h42 - atualizado

O deputado federal Assis Carvalho (PT-PI) declarou por meio de nota, nesta quinta-feira (25), sua indignação em relação ao decreto do presidente Michel Temer, que autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios, após manifestações na última quarta-feira (26).

Assis Carvalho em um trecho da nota diz que o presidente é ilegítimo e que Temer está tentando impedir as manifestações populares. “O governo usurpador e ilegítimo de Michel Temer - que chegou ao poder por meio de um golpe; retirou direitos sociais dos brasileiros; promove reformas para liquidar direitos trabalhistas e de Previdência; e é denunciado, com provas, por corrupção - chegou ao limite de impedir a legítima manifestação popular contra a retirada de direitos e por eleições diretas”.

  • Foto: Facebook/Assis CarvalhoDeputado Federal Assis Carvalho (PT-PI)Deputado Federal Assis Carvalho (PT-PI)

O deputado petista disse ainda que Michel Temer está impondo seu governo aos brasileiros e que a atitude de colocar o exército nas ruas do Distrito Federal comprova isso. “Ao reprimir violentamente os manifestantes e colocar o Exército nas ruas do Distrito Federal, Temer escancara sua disposição em continuar impondo seu governo ilegítimo e busca intimidar os brasileiros com a lembrança cruel da recente ditadura”, relatou.

Confira a nota

O governo usurpador e ilegítimo de Michel Temer - que chegou ao poder por meio de um golpe; retirou direitos sociais dos brasileiros; promove reformas para liquidar direitos trabalhistas e de Previdência; e é denunciado, com provas, por corrupção - chegou ao limite de impedir a legítima manifestação popular contra a retirada de direitos e por eleições diretas.

Ao reprimir violentamente os manifestantes e colocar o Exército nas ruas do Distrito Federal, Temer escancara sua disposição em continuar impondo seu governo ilegítimo e busca intimidar os brasileiros com a lembrança cruel da recente ditadura.

O estado de exceção sem máscaras assustou o país e surpreendeu o governo do Distrito Federal, que qualificou o decreto de Temer como "medida extrema" e que não teve "anuência" do governo do DF.  Com a repercussão, o comandante das Forças Armadas veio a público garantir que as Forças Armadas irão agir respeitando a Constituição e garantindo a democracia.

O presidente da Câmara, apontado pelo governo como autor da solicitação, negou, e apresentou documentos que comprovam que não fez tal pedido.

As ações do governo golpista mostram, portanto, taxativamente, que Temer não tem mais nenhuma condição de permanecer no governo.

Somente um governante eleito, de forma direta, pelo povo terá legitimidade para conduzir nosso país na superação da crise e retomada do desenvolvimento.

Nossa única opção é resistir! Reafirmamos nossa luta para manter os direitos dos brasileiros e pela democracia, contra as reformas que prejudicam o povo e por eleições diretas já.

Deputado Federal Assis Carvalho, presidente do PT Piauí

Mais conteúdo sobre: