Piauí

Atendimentos de vítimas de espancamento no HUT aumentou 160%

O dado foi confirmado pelo seu setor de estatística após concluir os dados do último feriado prolongado.
ISABELA DE MENESES
21/06/2017 18h07 - atualizado

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) registrou nos últimos feriados prolongados um aumento no atendimento às vítimas de agressões físicas. O dado foi confirmado pelo seu setor de estatística após concluir os registros do último feriado prolongado.

Segundo levantamento, o HUT registrou um aumento de 160% no atendimento de vítimas de espancamento e 140% de vítimas de arma de fogo, se comparado com o mesmo período do ano passado. No geral, o aumento do atendimento de vítimas de agressão física foi de 11%.

O hospital atendeu durante o feriado de Corpus Christi, 41 pessoas vítimas de agressão física, dentre as quais 13 foram vítimas de espancamento, 12 de arma de fogo e 16 de arma branca.

  • Foto: Street ViewHospital de Urgência de Teresina - HUTHospital de Urgência de Teresina - HUT

Para o diretor geral do HUT, Gilberto Albuquerque, o aumento das agressões físicas é preocupante, já que as lesões por arma de fogo e arma branca tem se tornado cada vez mais comuns.

“Observamos que o número de atendimento de vítimas de agressão física continua crescente, principalmente, nos finais de semana e feriados prolongados. Para não prejudicar o atendimento, temos sempre equipes de trauma de plantão 24 horas. Além disso, nosso centro cirúrgico não para. São nove salas que funcionam ininterruptamente”, disse o diretor.

Apenas no feriado de Corpus Christi, o HUT atendeu 554 pessoas e realizou 128 cirurgias. Cerca de 134 vítimas de acidentes de trânsito foram atendidas. O atendimento às vítimas de acidentes com motocicletas continua representando mais de 80% dos acidentes de trânsito. Foram 109 vítimas de acidentes com motocicletas, 10 vítimas de acidentes com carro e 15 atropelamentos.

Mais conteúdo sobre: