Política

Átila Lira diz que fracasso educacional está ligado à pobreza

Uma das estratégias do projeto de lei para incentivar a leitura é formar professores e bibliotecários como mediadores de leitura.
ISABELA DE MENESES
05/07/2017 18h09 - atualizado

O deputado federal Átila Lira (PSB-PI), ex-secretário estadual de educação do Piauí, é da comissão de cultura da Câmara, que está analisando o projeto de lei que cria a Política Nacional de Leitura e Escrita.

O parlamentar destacou um dos problemas que dificulta o acesso à leitura no Brasil em pronunciamento na última segunda-feira (03). "Esse fracasso educacional nosso também está relacionado com a pobreza, com a desigualdade econômica e a desigualdade social", disse.

  • Foto: Facebook/Átila LiraDeputado Federal Átila Lira (PSB-PI)Deputado Federal Átila Lira (PSB-PI)

Segundo a Agência Câmara, a pesquisa do Instituto Pró-livro confirma isso. O percentual da população brasileira leitora, que é de 56%, prevalece em algumas categorias.

A população que pertence à classe A, ou seja, a mais rica, lê mais, cerca de 76% são leitores. Quem mais lê é quem tem oportunidade de estudar, 84% dos estudantes são leitores. E entre os brasileiros com nível superior, 82% leem.

Uma das estratégias do projeto para incentivar a leitura é formar professores e bibliotecários como mediadores de leitura. A proposta ainda inclui premiações e eventos de divulgação da literatura.

Mais conteúdo sobre: