Piauí

Cachaça Fest vai mudar de data e nome para valorizar cânion do Poti

Edição deste ano ainda acontece no formato tradicional, de 28 a 30 julho.
MARCOS CUNHA
15/06/2017 15h20

Durante reunião nessa quarta-feira (15) com o prefeito de Castelo do Piauí, José Magno Soares da Silva, o governador Wellington Dias garantiu apoio a 13º Cachaça Fest, que acontece de 28 a 30 de julho. A edição deste ano deve ser a última no formato atual.

A mudança na proposta do evento foi o assunto de destaque na reunião. A ideia é oferecer ao público de Castelo e aos turistas, mais possibilidades de entretenimento e pontos de visitação, valorizando especialmente o ecoturismo. O Cânion do Rio Poti, deve ser o atrativo mais explorado.

  • Foto: DivulgaçãoCânion do Rio PotiCânion do Rio Poti

Para se adequar à proposta mais abrangente, o nome do evento deve mudar. A sugestão é que passe a se chamar Castelo Cânion Fest e que seja realizado no mês de maio, quando a vegetação tem mais cor e os riachos com níveis mais altos de água.

"É uma jóia que o Piauí e o Brasil precisam descobrir. Desenvolveremos, junto com a prefeitura, um plano de turismo para dez anos, envolvendo comércio, hotelaria, gastronomia, artesanato, lazer, cultura e tudo que vem junto", disse o governador Wellington Dias.

De acordo com a Governo, as transformações já iniciam nas próximas semanas com a recuperação de 40 quilômetros da estrada de acesso ao cânion, possibilitando a visitação aos turistas que forem ao Cachaça Fest.

Atualmente, o Cachaça Fest é uma vitrine para o turismo, agronegócio e outras potencialidades locais. Na programação, estão previstas apresentações musicais com atrações locais e nacionais.

Mais conteúdo sobre: