Geral

CCJ da Câmara aprova proibição da venda de refrigerantes em escolas

Para ser posto em prática, o Projeto de Lei 1755/07 de autoria do deputado Fábio Ramalho (PMDB) precisa ser votado no Plenário da Câmara.
JOSEFA GEOVANA
09/08/2017 16h55 - atualizado

Foi aprovado nesta terça-feira (08) pela Comissão de Constituição de Justiça (CCJ), o Projeto de Lei que proíbe a venda de refrigerantes em escolas públicas e privadas que oferecem o ensino fundamental.

Para ser posto em prática, o Projeto de Lei 1755/07 de autoria do deputado Fábio Ramalho (PMDB) precisa ser votado no Plenário da Câmara. De acordo com pesquisas realizadas pelo Ministério da Saúde, a bebida ficou em sexto lugar na lista dos 20 alimentos mais consumidos por adolescentes do Brasil, chegando a ser mais ingerido do que o leite, legumes e frutas.

O auto consumo de refrigerante pelos adolescentes nas escolas pode desencadear vários problemas de saúde devido às substâncias usadas na fabricação da bebida, chegando a ficar em desacordo com a Lei de número 11.947/09, que determina que a merenda escolar deve ser adequada e saudável.

Mais conteúdo sobre: