Política

CCJ da Câmara aprova relatório que nega investigação contra Temer

Esse parecer aprovado com 41 votos favoráveis e 24 contrários e uma abstenção.
RAYANE TRAJANO
13/07/2017 19h28 - atualizado

A maioria dos deputados que compõem a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara foi contrária à investigação da denúncia por crime de corrupção passiva contra o presidente da República, Michel Temer. O primeiro relatório, favorável à investigação, já havia sido rejeitado, mais cedo. Seria necessária a autorização da Câmara para que o Supremo Tribunal Federal possa investigar o presidente.

O segundo relator do caso, deputado Paulo Abi-Akel (PSDB-MG), alegou que não há provas que justifiquem processo contra Temer neste momento. Esse parecer foi aprovado com 41 votos favoráveis e 24 contrários e uma abstenção, ainda deve ser votado em Plenário da Casa.

  • Foto: Cleia Viana / Câmara dos DeputadosDebate da CCJ da Câmara dos DeputadosDebate da CCJ da Câmara dos Deputados

Para que a recomendação seja derrubada e o STF tenha autorização de investigar o presidente, é necessário que 342 deputados votem contrários ao parecer.

Essa votação só deve ocorrer em agosto, possivelmente no dia 2, já que não há tempo hábil para concluir o processo antes do recesso parlamentar, que começará segunda-feira (17).