Política

CCJ da Câmara retorna discussão sobre denúncia contra Temer

O parecer foi apresentado na última segunda-feira (10), e voltou a ser discutido hoje.
JOSEFA GEOVANA
12/07/2017 11h58 - atualizado

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), retomou hoje (12) a discussão do parecer apresentado pelo deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), relator da denúncia de corrupção passiva (SIP 1/17) contra o presidente da República Michel Temer.

A denúncia contra o presidente foi apresentada por Rodrigo Janot, procurador geral da República, mas para que o Supremo Tribunal Federal (STF) analise a denúncia, ela precisa passar primeiro pela Câmara dos Deputados. A discussão do parecer poderá ter uma duração de até 40 horas, para que os 112 deputados titulares e suplentes da CCJ, e 40 parlamentares possam se pronunciar sobre a denúncia.

  • Foto: Luis Macedo / Câmara dos DeputadosCCJ da  Câmara dos DeputadosCCJ da Câmara dos Deputados

O parecer de Zveiter lido na segunda-feira (10), recomenda que o Supremo Tribunal Federal (STF) investigue a denúncia contra Temer. Após a leitura do parecer, Antônio Mariz de Oliveira, advogado de Temer foi ouvido pela CCJ e relatou que a acusação não tem cabimento, pois é injuriosa.

O presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), afirmou que pretende votar o parecer até sexta-feira, e negou qualquer pedido de pressa à comissão. Nove deputados do PMDB, fizeram a apresentação de um parecer alternativo ao apresentado por Zveiter, no qual recomendam que a denúncia não seja aceita pela Câmara. Se o parecer apresentado por Zveiter não for aceito pela Câmara, um dos pareceres contrários à denúncia poderá servir como relatório final

Mais conteúdo sobre: