Piauí

Cerca de R$ 8 milhões serão investidos no Porto das Barcas

O local passará por reformas e contará com a instalação de restaurante, livraria, ateliê e parque das ruínas
JOSEFA GEOVANA
23/06/2017 07h46 - atualizado

Após a Coordenação de Registro e Conservação da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) constatar o comprometimento da estrutura do Complexo Porto das Barcas, em Parnaíba, o governador Wellington Dias decretou estado de emergência, dando à Secult até 180 dias para a execução de reformas, afim de revitalizar o conjunto arquitetônico do Porto das Barcas, um dos pontos turísticos mais visitados do Piauí.

  • Foto: Divulgação / Governo do Estado do PiauíReprodução do projeto de recuperação do Complexo Porto das Barcas.Reprodução do projeto de recuperação do Complexo Porto das Barcas.

A Secult possui um projeto para a reforma do espaço, no valor de aproximadamente R$ 8 milhões, que conta com a instalação de restaurante, livraria, ateliê, parque das ruínas e também nova iluminação e sinalização, que valorizarão o local e facilitará a visita dos turistas.

“Além de revitalizar, o projeto também objetiva a valorização do conjunto arquitetônico e instalação do Museu do Mar e do Ponto de Cultura”, afirmou a coordenadora de Registro e Conservação, arquiteta Patrícia Mendes.

Relatórios feitos no Complexo Porto das Barcas, apontaram que a estrutura sofreu danos ambientais ao longo de 10 anos, e que a área do Museu Náutico foi a mais afetada. Segundo o secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo, a obra será feita parcialmente, sendo priorizados os pontos críticos, para evitar maiores danos ao patrimônio.

Mais conteúdo sobre: