Política

Cícero Magalhães e Aluísio Martins criticam redução no salário mínimo

Na semana passada, o Governo Federal anunciou que o salário mínimo do próximo ano será de R$ 969 em vez de R$ 979, como havia sido anunciado.
VITOR FERNANDES
21/08/2017 17h00 - atualizado

Os deputados piauienses Cícero Magalhães (PT) e Aluísio Martins (PT) protestaram em sessão desta segunda-feira (21) na Assembleia Legislativa do Estado contra a diminuição do salário mínimo previsto para o ano de 2018. Na semana passada, o Governo Federal anunciou que o salário mínimo do próximo ano será de R$ 969 em vez de R$ 979, como havia sido anunciado.

  • Foto: AlepiDeputado Cícero MagalhaesDeputado Cícero Magalhaes

Cícero Magalhães falou que o Presidente Michel Temer pretende prejudicar os trabalhadores brasileiros. Ele comentou sobre um “pacote de maldades” que, segundo ele, Temer resolveu adotar. “Meu repúdio e indignação contra essa decisão da equipe econômica de Temer, pois o salário mínimo precisa aumentar e não diminuir”, criticou.

  • Foto: AlepiAluísio Martins (PT).Aluísio Martins (PT).

Aluísio Martins (PT) fez comparação entre os governos de Michel Temer e Lula. Para ele, o ex-presidente adotou uma política de valorização do salário mínimo, beneficiando os mais humildes, já o Temer é insensível em relação aos trabalhadores brasileiros, na visão dele. 

Mais conteúdo sobre: