Política

Ciro Nogueira é denunciado ao STF por organização criminosa

A denúncia foi oferecida pelo Procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
RAYANE TRAJANO
02/09/2017 08h51

O presidente do Partido Progressista (PP), senador Ciro Nogueira, foi denunciado pelo Procurador-geral da República, Rodrigo Janot por organização criminosa, nessa sexta-feira (01). Outros membros do partido também foram denunciados, entre eles, o ex-ministro Aguinaldo Ribeiro.

A informação foi apurada e publicada pelo Estadão. Como o caso corre sob segredo de justiça, os nomes dos demais denunciados não foram revelados.

  • Foto: Moreira Mariz/Agência SenadoCiro NogueiraCiro Nogueira

O inquérito inicial no STF foi aberto ainda sob relatoria do ministro Teori Zavaski, morto em janeiro deste ano. A investigação era sobre “um esquema espúrio integrado, majoritariamente, por alguns políticos filiados ao PP, PMDB e PT, atuante especialmente nas diretorias de Abastecimento, Serviços e Internacional da Petrobras”.

Entre os alvos estavam o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, o senador Romero Jucá (PMDB), o ex-presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB), o deputado Arthur Lira (PP).

Em outubro de 2016, o ministro Zavaski acolheu o pedido de Janot para desmembrar o inquérito, permanecendo como foco apenas “membros do grupo criminoso organizado inseridos no Partido Progressista – PP”.