Piauí

Clínicas e hospitais do Piauí suspendem atendimento pelo Plamta

De acordo com o sindihospi, os atendimentos só serão normalizados após o repasse do pagamento da competência de julho.
VITOR FERNANDES
11/10/2017 17h23 - atualizado

O Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas do Estado do Piauí (Sindhospi) comunica que a rede credenciada suspendeu desde às 00h de hoje (11) o atendimento do PLAMTA e IASPI Saúde.

  • Foto: Divulgação/SindhospiSindhospi pode paralisar atendimento para o Plamta.Rede credenciada de saúde suspende atendimentos do PLAMTA e Iaspi Saúde.

O motivo seria o não cumprimento do cronograma de pagamento dos prestadores, que se encerrou no dia 10 de outubro, conforme foi acertado no Ministério Público Estadual no último dia 04 de outubro

O Sindhospi informa ainda que foi procurado pela diretoria do IASPI sobre o não cumprimento do prazo estabelecido, mas sem sucesso para uma nova negociação. De acordo com o sindicato, os atendimentos só serão normalizados após o repasse do pagamento da competência de julho.

O Plano Médico de Assistência e Tratamento (PLAMTA) é plano de assistência à saúde destinado aos servidores públicos estaduais, bem como aos servidores das Empresas Públicas e Sociedade de Economia Mista do Piauí e seus dependentes, patrocinado e administrado pelo Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí – IASPI.

O PLAMTA tem como objetivo complementar e suplementar a Assistência Médica Hospitalar Básica aos seus beneficiários através de adesão facultativa dos servidores do Estado.

Mais conteúdo sobre: