Política

Conselho de Ética do Senado arquiva denuncia contra Regina Sousa

Regina e mais 5 parlamentares foram denunciadas pelo senador José Medeiros (PSD-MT) com o apoio de outros 14 senadores.
ISABELA DE MENESES
09/08/2017 08h24 - atualizado

Nessa terça-feira (08), o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar votou pelo arquivamento da denúncia contra as seis senadoras que ocuparam a Mesa do Plenário, entre elas Regina Sousa (PT-PI), com o intuito de impedir a votação da reforma trabalhista, no último dia 11 julho deste ano.

As parlamentares foram denunciadas pelo senador José Medeiros (PSD-MT) com o apoio de outros 14 senadores. João Alberto Souza (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética, levou ao Plenário a questão de ordem do senador Humberto Costa (PT-PE) de reconsiderar a denúncia contra as senadoras.

  • Foto: Facebook/Regina SousaSenadora Regina Sousa (PT-PI)Senadora Regina Sousa (PT-PI)

Ângela Portela (PDT-RR), Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Lídice da Mata (PSB-BA), Regina Sousa (PT-PI) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) são as parlamentares envolvidas.

A denúncia foi arquivada por 12 votos 2 e uma abstenção. Airton Sandoval (PMDB-SP) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA) votaram contra o pedido de reconsideração. Já a abstenção foi do corregedor do Senado, Roberto Rocha (PSB-MA).

Os senadores Elmano Férrer (PMDB) e Ciro Nogueira (PP), do Piauí, estão entre os que assinaram o documento contra a senadora Regina Sousa, mas depois voltaram atrás e apoiaram o pedido de arquivamento