Polícia

Criminosos invadem São Miguel do Tapuio e metralham sede da PM

O major Etevaldo, comandante responsável pelo município, informou que o objetivo da quadrilha era assaltar o Banco do Brasil, mas não conseguiram.
RAYANE TRAJANO
29/07/2017 08h25

Na madrugada deste sábado (29), uma quadrilha aterrorizou moradores do município de São Miguel do Tapuio, a 272km de Teresina. Com armas de grosso calibre, os criminosos metralharam a sede e a viatura da Companhia de Policiamento Militar.

O major Etevaldo, comandante responsável pelo município, informou que o objetivo da quadrilha era assaltar o Banco do Brasil, mas não conseguiram.

  • Foto: DivulgaçãoSede da Companhia de Policia Militar de São Miguel do TapuioSede da Companhia de Policia Militar de São Miguel do Tapuio

“Eles chegaram em São Miguel por volta das 2h e foram direto para a sede da companhia. Eram pelo menos oito homens em duas caminhonetes. Com fuzil, pistola e outras armas eles atiraram contra o prédio e a viatura que estava estacionada em frente à sede [da companhia de policiamento]”, informou o major.

Os cinco policiais que estavam na cidade no momento do atentado, revidaram os disparos, mas ninguém ficou ferido. Os criminosos conseguiram explodir o cofre da agência, mas não levaram nenhum dinheiro.

  • Foto: Divulgação/Polícia MilitarBanco do Brasil em São Miguel do TapuioBanco do Brasil em São Miguel do Tapuio

“O dinheiro do banco estava distribuído nos caixa eletrônicos, e eles explodiram foi o cofre, não conseguiram levar nada. Agora nós estamos levantando informações sobre o destino deles. Ainda tem muita informação desencontrada, mas estamos trabalhando nesse sentido”, disse o comandante.

O major Etevaldo relatou que os criminosos deixaram grampos na pista que dá acesso a São Miguel do Tapuio, para dificultar a chegada de reforço policial.

“Nós estávamos em Castelo do Piauí, no Canion Fest, quando recebemos o chamado e nos dirigimos a São Miguel, na estrada nós encontramos vários grampos na pista, que eles espalham justamente para dificultar as viaturas de chegarem”, disse.

Mais conteúdo sobre: