Piauí

Defensores do Piauí realizaram mais de 26 mil atendimentos em 2 anos

De acordo com o documento, só no ano de 2015 aconteceram 11.029 atendimentos.
ISABELA DE MENESES
01/05/2017 14h12 - atualizado

Um levantamento demonstrou que os defensores criminais da Defensoria Pública do Estado do Piauí efetuaram mais de 26 mil atendimentos no período de dois anos, entre 2015 e 2016. A informação está presente no Relatório de Gestão apresentado pela Diretoria Criminal, que tem como diretor o defensor público Sílvio César Queiroz Costa.

De acordo com o documento, no ano de 2015 aconteceram 11.029 atendimentos, sendo 10.025 atendimentos gerais e 1.000 nas Penitenciárias do estado. Sete mil petições criminais foram constatadas, destacando-se 1.184 pedidos de liberdade, 410 habeas corpus e 512 recursos, considerando os pedidos relacionados diretamente com a diminuição de presos provisórios.

  • Foto: Ascom/DPEAtendimentos de defensores públicos do Estado do PiauíAtendimentos de defensores públicos do Estado do Piauí

Também no ano de 2015 realizaram mais de 3 mil audiências, 2.999 de instrução e julgamento e 47 defesas em sessões de julgamento pelo Tribunal do Júri, além de 1.378 flagrantes recebidos.

Já no ano de 2016 realizaram 15.054 atendimentos, sendo 13.450 gerais e 1.593 nas Penitenciárias, o que demonstra um aumento de 36% em comparação ao ano anterior. Durante o mesmo ano foram registradas quase 8 mil petições e manifestações processuais, 899 pedidos de liberdade, 467 habeas corpus e 494 recursos. Dessa forma foram realizadas no ano passado, 3.745 audiências, sendo 2.829 de instrução e julgamento. O levantamento aponta também 82 defesas em sessões de julgamento pelo Tribunal do Júri e cerca 1.245 flagrantes recebidos.

Mais conteúdo sobre: