Política

Defesa de Lula entra com recurso contra condenação na Lava Jato

O ex-presidente foi condenado a nove anos e meio de prisão.
MARCOS CUNHA
com informações do G1
15/07/2017 13h33 - atualizado

Nessa sexta-feira (14), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou o primeiro recurso contra a decisão do juiz Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente a 9 anos e seis meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em ação da Operação Lava Jato.

Lula foi condenado em processo que investigou se o apartamento tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo, é fruto de propina paga pela a OAS em troca de contratos firmados pela empresa na Petrobras. Lula nega as acusações e defesa alega que sentença de Moro teve motivações políticas.

De acordo com a petição protocolada pelos advogados na Justiça Federal, o recurso visa "suprir as omissões, contradições e obscuridades" da sentença. Os advogados questionam pontos da sentença, como cerceamento de defesa e desqualificação de declarações de testemunhas, desqualificação de instrumentos de auditoria, interna e externa, que não detectaram atos de corrupção ligados ao ex-presidente.

  • Foto: Lula Marques/Agência PTLula (PT)Lula (PT)

A defesa também questiona omissão quanto à transferência do empreendimento para a OAS, quanto à origem do dinheiro usado para o custeio do tríplex e para as reformas, contradição ao defender imparcialidade, omissão sobre equívocos apresentados em reportagem do jornal “O Globo”, apontados nas alegações finais do ex-presidente e omissões quanto à pena aplicada.

Mais conteúdo sobre: