Política

Delator da JBS entrega à PF anotação que cita Comercial Carvalho

Na anotação manuscrita, está o nome de Ciro Nogueira, ao lado o valor de R$ 579.008,48 e logo abaixo o nome do supermercado.
RAYANE TRAJANO
23/05/2017 20h05 - atualizado

O nome do supermercado Comercial Carvalho aparece em um dos documentos anexos entregues pelo diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud. Nas anotações o estabelecimento aparece atrelado ao senador Ciro Nogueira e ao Partido Progressista (PP).

  • Foto: Street ViewComercial CarvalhoComercial Carvalho

Em sua delação, Ricardo Saud revela que a JBS repassou R$ 42 milhões ao Partido Progressista, 95% desse dinheiro foi para a conta nacional do PP, a pedido do senador Ciro Nogueira e o próprio senador ficou responsável por distribuir o valor entre os candidatos da sigla, de acordo com o executivo.

  • Foto: Agência SenadoSenador Ciro NogueiraSenador Ciro Nogueira

No mesmo depoimento, o executivo diz que dos R$ 42 milhões, apenas R$ 2,5 milhões foram repassados em espécie, através de notas fiscais de um supermercado no Piauí, sem citar o nome do estabelecimento, que aparece nos documentos entregues aos procuradores.

Na anotação manuscrita, está o nome de Ciro Nogueira, ao lado o valor de R$ 579.008,48 (quinhentos e setenta e nove mil, oito reais e quarenta e oito centavos) e logo abaixo o nome Comercial Carvalho.

  • Foto: DivulgaçãoDocumento entregue por Ricardo SaudDocumento entregue por Ricardo Saud