Política

Delegado da PF diz que 5% do PIB brasileiro é gasto com corrupção

Já o auditor de controle externo, Inaldo Oliveira, lembrou que o trabalho do TCE é voltado para prevenção da corrupção.
ISABELA DE MENESES
20/09/2017 11h06 - atualizado

Durante o XXXIV Seminário de Formação de Controladores Sociais, Treinamentos e Qualificação de Gestores, no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), nessa terça-feira (19), o delegado da Polícia Federal, Reinaldo Camelo de Carvalho, afirmou que 5% do Produto Interno Brasileiro é perdido para corrupção nos cofres públicos brasileiros.

Para os membros da Justiça Federal e do TCE-PI, a informação é preocupante. O dado foi divulgado na palestra do delegado a respeito de corrupção e lavagem de dinheiro no Brasil, no âmbito político.

  • Foto: Ascom/TCE-PISimpósio no TCE-PISimpósio no TCE-PI

“Para esconder os desvios, os corruptos se utilizam de mecanismos como empresas de fachada, laranjas, empresas fantasmas, testas de ferro.  A estimativa é que em 2015, R$ 295 bilhões tenham sido desviado através da corrupção. Esse dinheiro que deveria estar sendo aplicado na saúde, educação, saneamento”, disse Reinaldo Camelo.

Já o auditor de controle externo, Inaldo Oliveira, lembrou que o trabalho do TCE é voltado para prevenção da corrupção. “A tônica dos nossos trabalhos tem sido a utilização de modelos modernos de fiscalização de referência nacional, cruzamento de dados, o uso de tecnologias para uma ação preventiva, pois uma vez consolidada a ação os malefícios são incalculáveis”, esclareceu.