Política

Deputado pede instalação de botão do pânico em ônibus de Teresina

Secretaria de Segurança afirmou que estuda possibilidade legal de implantação.
MARCOS CUNHA
10/05/2017 18h26 - atualizado

Devido as ocorrências de assaltos a ônibus coletivos em Teresina, o deputado Evaldo Gomes (PTC) apresentou na manhã desta quarta-feira (10), no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi), um requerimento solicitando a implantação do Botão do Pânico no transporte coletivo urbano.

O pedido será encaminhado ao governador do Estado, Wellington Dias. De acordo com o deputado, a ferramenta deve proporcionar maior segurança a todos, através de um link direto e online com as Polícias Civil e Militar.

 “Será um sistema eficiente para a prevenção e combate às ações criminosas, em decorrência de grande risco de assaltos que tem ocorrido, constantemente, dentro dos transportes urbanos”, reforçou o deputado Evaldo Gomes.

  • Foto: Divulgação/AlepiDeputado Evaldo GomesDeputado Evaldo Gomes

O secretário de Segurança do Piauí, Fábio Abreu, afirmou em entrevista ao Viagora, que a possibilidade ainda está sendo estudada e que o pedido também já foi feito por taxistas.

“A gente está estudando isso, juntamente com o pedido dos taxistas, para conseguir a possibilidade legal, através de lei estabelecer essa norma para fornecer o botão do pânico. Nas clínicas, quem custeia e adquiriu os equipamentos foram os próprios consorciados, o Estado entra apenas com o serviço de monitoramento”, repassou.

Fábio Abreu acrescenta que caso os empresários responsáveis pelos transportes públicos de Teresina tenham interesse em instalar por conta própria o equipamento, a Segurança disponibiliza o link com as centrais de monitoramento e viaturas das Polícias Civil e Militar.

“Eu vou conversar com o Evaldo [deputado] para a gente avançar nesse sentido aí. Se a gente chegar ao acordo da empresa fornecer, a gente em contrapartida faz os links com as viaturas e os Batalhões”, finalizou o secretário.

Na última segunda-feira (10), o governador Wellington Dias lançou um sistema de monitoramento para unidades de saúde particulares de Teresina, para coibir assaltos. Uma empresa especializada será responsável pela implantação do sistema, que vai ser monitorado por satélite e estará ligado a Polícia do Piauí.

Mais conteúdo sobre: