Política

Dudu questiona R$ 26 milhões remanejados pela Prefeitura de Teresina

Dudu convoca reunião para esclarecimentos dos valores.
VITOR FERNANDES
04/05/2017 16h46 - atualizado

A Prefeitura da capital do Piauí teria feito vários remanejamentos no orçamento da cidade, sem motivos fundamentados, segundo o vereador Edilberto Dudu (PT). Ele convocou os secretários municipais Washington Bonfim, do Planejamento, e o de Finanças, Jalisson Hidd, no dia de ontem (03), para o esclarecimento de uma abertura de crédito especial no valor de R$ 26 milhões.

Segundo Dudu, os servidores do município não sabiam de uma movimentação de R$ 15 milhões do Instituto de Previdência do Município de Teresina (IPMT). Ele afirma que já houve aplicações para o Instituto que não foram muito benéficas. Ele disse ainda que os servidores criticaram que esses valores estavam sendo liberados sem o conhecimento do Conselho Curador, que é o Conselho Gestor do IPMT.

“Como eu não tenho acesso direto a ata do conselho queria que fosse prestado esclarecimento se estar devidamente autorizada essa abertura de crédito e se o servidor do município terá consciência desse recurso que está sendo remanejado para essa aplicação”, justificou o parlamentar sobre o seu requerimento.

  • Foto: Reprodução/FacebookReunião do Vereador Edilberto Dudu e secretáriosReunião do Vereador Edilberto Dudu e secretários

Essa movimentação de quinze milhões de reais seria parte do superávit (valores excedentes) do IPMT, que, segundo teria sido dito na reunião, é de R$ 400 milhões.

“Não podemos deixar de fiscalizar porque são R$ 15 milhões de um Instituto de Previdência, onde o povo de Teresina aportou mais de R$ 10 milhões em uma única aplicação que foi em relação ao terreno permutado com o IPMT na região da Santa Lia. Então tudo isso precisa ser esclarecido para que o povo possa acompanhar cada passo das ações da Prefeitura”, finalizou o petista.

Mais conteúdo sobre: