Polícia

Dupla que ostentava armas nas redes sociais é presa no Dirceu

De acordo com o delegado Luccy Keiko, os dois principais alvos da operação são de alta periculosidade, que não temem a ação da polícia.
RAYANE TRAJANO
08/08/2017 07h34 - atualizado

A Polícia Civil do Piauí, através do 8º Distrito Policial, deflagrou na manhã desta terça-feira (08), uma operação com objetivo de cumprir dois mandados de prisão preventiva contra criminosos líderes de um gangue conhecida por assaltos na zona sudeste de Teresina.  

As ações comandadas pelo delegado Luccy Keiko, gerente de policiamento metropolitano da Polícia Civil, também conta com apoio da Força Tática do 8º Batalhão. Foram presos os indivíduos identificados apenas como Gabriel e Lucas, dentro de uma residência no bairro Dirceu Arcoverde. Outras duas pessoas foram presas em flagrante durante as diligências, essas não tiveram os nomes revelados.

De acordo com o delegado, os dois principais alvos da operação são de alta periculosidade, que não temem a ação da polícia. Essa gangue ficou conhecida por ostentar armas nas redes sociais e ameaçar a população.

O delegado explicou que os criminosos possuem rivalidade com outro grupo criminoso e essa rivalidade estava amedrontando os moradores da região, sobretudo pelas ameaças de mortes.

“São duas pessoas bastante perigosas. A gente quer reprimir essa questão de gangues, porque com essa rivalidade ocorrem os homicídios, então prendendo esses ‘cabeças’, a gente evita os homicídios. Inclusive, eles dois estavam escondidos em uma casa, com medo dos rivais”, disse o delegado.

Zombando da ação policial, um dos presos declarou à imprensa que quando sair da prisão, vai matar os inimigos.