Geral

Eike Batista tem que pagar R$ 52 milhões para não voltar à prisão

O empresário deixou o presídio de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro, no último domingo (30).
RAYANE TRAJANO
02/05/2017 18h06

O empresário Eike Batista terá que pagar fiança de R$ 52 milhões para que possa permanecer em prisão domiciliar. A decisão é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal.

De acordo com oG1, o magistrado determinou que o pagamento deve ser feito em até cinco dias úteis ou então Eike deverá voltar para a prisão. A determinação de Marcelo Bretas é uma medida cautelar suplementar à decisão do juiz federal Gustavo Arruda que permitiu a saída de Eike do presídio para prisão domiciliar.

  • Foto: ForbesEike BatistaEike Batista

Além disso, o empresário deve cumprir outras nove medidas cautelares como afastamento das empresas, entrega do passaporte e vistorias da Polícia Federal em sua residência sem aviso prévio.

Eike Batista deixou o presídio de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro, no último domingo (30). Ele foi preso em janeiro depois que dois doleiros relataram que ele pagou R$ 52 milhões em propina ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. O pagamento foi feito, segundo os relatos, em troca de contratos com o governo estadual. Ele já foi denunciado nas investigações por corrupção e lavagem de dinheiro.

Mais conteúdo sobre: