Piauí

Elmano Férrer cobra obras de adutoras do Piauí no Senado

De acordo com Elmano, as chuvas não são suficientes para aumentar o nível dos reservatórios.
ISABELA DE MENESES
20/04/2017 09h09 - atualizado

O senador Elmano Férrer (PMDB) discursou no Plenário do Senado na última quarta-feira (19), falando a respeito da situação hídrica na região do semiárido piauiense, principalmente ressaltando os baixos níveis nos reservatórios de água. Além de questionar sobre obras de adutoras que estão paradas.

De acordo com Elmano, as chuvas não são suficientes para aumentar o nível dos reservatórios, o que prejudica o abastecimento de água na região do Piauí, “É uma situação dramática, temos uma preocupação com os meses no verão deste ano”.

Ainda no pronunciamento o senador relatou sobre as cidades que estão com reservatórios de água operando em volumes baixos, também citou como exemplos, o açude de Bocaína, na região de Picos e o açude Estreito, no município de Padre Marcos, além de falar de outras cidades. “Em Pio IX, tem o açude Cajazeiras, de 24,7 milhões de metros cúbicos, agora tem 0% de água. Ou seja, a precipitação pluviométrica que caiu no município não foi suficiente para o mínimo dessa barragem”, ressaltou.  

O senador pediu a retomada de obras de Adutoras e afirmou que a Adutora do Sudeste, que começou a ser construída em 2003, no momento está parada, e confirmou que a Adutora de Piaus, nos municípios de Fronteiras e Pio IX também. Segundo Elmano o Açude Piaus está com 5% de água, volume insuficiente para mais de 60 dias.

  • Foto: Facebook/Elmano FérrerSenador Elmano Férrer (PMDB)Senador Elmano Férrer (PMDB)

Com o pronunciamento o senador aproveitou para levantar mais uma vez a questão da Adutora do Sertão, que deve captar água subterrânea para o abastecimento de 51 municípios. Elmano acredita que é a solução mais viável para o problema da falta de água na região do semiárido do estado.

A obra tem o valor de R$30,38 milhões que devem servir para a realização do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental da Adutora, que está assegurado na Lei Orçamentária Anual de 2017. 

Mais conteúdo sobre: