Geral

Emissão de passaportes será normalizada em até cinco semanas

O serviço estava suspenso desde o fim de junho por falta de dinheiro.
GABRIEL SOARES
22/07/2017 12h02 - atualizado

A Casa da Moeda (CMB) informou em nota nessa sexta-feira (21) que a emissão dos passaportes será normalizada em até cinco semanas e pode ser impactada pelo volume de novas solicitações.

O serviço estava suspenso desde o fim de junho, por falta verbase pelo menos 175 mil passaportes ficaram represados, segundo a Polícia Federal. A instituição é responsável pela fabricação do documento.

  • Foto: DivulgaçãoPassaporteEmissão de Passaporte será normalizada em até cinco semanas, segundo a Casa da Moeda.

A Casa da Moeda também declarou que recebeu na tarde de ontem (21) os arquivos com dados de solicitantes e que os pedidos serão processados em ordem cronológica. O órgão também anunciou que "vai trabalhar 24 horas por dia e sete dias por semana a partir de segunda-feira dia 24 de julho de 2017, arcando com custos extras para atender a todas as solicitações feitas pelos cidadãos nos postos do DPF durante os dias de suspensão".

Os agendamentos e entrega de documentos foram mantidos durante o período em que a emissão estava suspensa. Os interessados em obter o passaporte pagam taxa de R$ 257,25 pela versão comum do documento, de cor azul. A arrecadação da taxa vai para um fundo comum da Polícia Federal.

Mais conteúdo sobre: