Polícia

Empresário preso financiava o tráfico de drogas em Parnaíba

Segundo o delegado Tales Gomes Jean atuava emprestando valores aos chefes do esquema. Outras seis pessoas foram presas nesta quinta-feira (10).
ISABELA DE MENESES
10/08/2017 11h56 - atualizado

O empresário Jean Carlos Brito Soares um dos sete presos em Parnaíba, na manhã de hoje (10), no decorrer da operação Barlavento da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), financiava o esquema de tráfico desarticulado pela polícia.

Segundo o delegado Tales Gomes, responsável pelas investigações, Jean atuava emprestando valores aos chefes do esquema. “Jean emprestava o dinheiro para o casal Herlane e Jonas comprarem a droga”, explicou.

O delegado também informou, que o casal comprava a droga em outros estados e trazia para o Piauí. Outras apreensões feitas este ano estão ligadas ao mesmo esquema. A de uma adolescente que foi flagrada com 20 quilos de maconha na rodoviária de Parnaíba, em maio.

  • Foto: Divulgação/Polícia CivilEsquema combatido na Operação BarlaventoEsquema combatido na Operação Barlavento

Como também, quando foram apreendidos6 quilos de maconha com dois homens no Posto da Polícia Rodoviária Federal em julho e outro caso, que a polícia apreendeu 43 quilos de maconha em um ônibus que vinha de Brasília para Parnaíba.

Operação Barlavento

A Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (10), a operação Barlavento, na cidade de Parnaíba. Sete pessoas foram presas no início da manhã.

As investigações foram conduzidas pelo delegado Tales Gomes, com foco em um grupo de pessoas que vem sendo monitorado há um ano e que durante este período foram apreendidos cerca de 80 quilos de drogas.

Mais conteúdo sobre: