Piauí

Fábio Abreu afirma que organizadora do concurso da PM vai mudar

De acordo com Fábio Abreu a nova banca ainda não foi escolhida, o Governo e a Polícia Militar ainda vão se reunir para definir os detalhes jurídicos para abertura de uma nova licitação.
ISABELA DE MENESES
23/05/2017 09h36 - atualizado

O secretário de segurança do Piauí, Fábio Abreu, informou na manhã desta terça-feira (23) ao Viagora, que o governador Wellington Dias decidiu mudar a banca aplicadora do concurso da Polícia Militar, que aconteceu no último domingo (21), que foi cancelado após suspeita de fraude. O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos da Uespi (Nucepe) era responsável pelo Certame e já organizou outros concursos que foram fraudados no estado, como do Corpo de Bombeiros e Agentes Penitenciários.

  • Foto: Isabela de Meneses/ViagoraSecretário de Segurança Fábio AbreuSecretário de Segurança Fábio Abreu

De acordo com Fábio Abreu a nova banca ainda não foi escolhida, o Governo e a Polícia Militar ainda vão se reunir para definir os detalhes jurídicos para abertura de uma nova licitação. “O único ponto que eu posso afirmar é que vai mudar a aplicadora da prova. Não está decidido porque depende de licitação. A nossa intenção é que seja o mais rápido possível, lícito possível, sem prejudicar os candidatos que já se inscreveram”, relatou.

O secretário também informou que ainda não existe uma data para a nova prova e que vai conversar com os responsáveis jurídicos para estabelecerem uma previsão. Cerca de 32 mil candidatos fizeram a primeira etapa do concurso que foi cancelada.