Piauí

Fábio Abreu cria batalhão exclusivo de motopatrulhamento em Teresina

Fábio Abreu afirmou que projeto deve ser implantado no início de agosto.
MARCOS CUNHA
21/06/2017 14h29 - atualizado

O secretário de Segurança do Piauí, Fábio Abreu, informou que um novo batalhão exclusivo de motopatrulhamento deve ser implantado em Teresina, até o início do mês de agosto. Inicialmente, o projeto deve contar com pelo menos 60 policiais.

“Estamos com o dinheiro na conta, com o processo de licitação, para fazer a aquisição dessas motos. Uma grande dificuldade também é que muitos não são habilitados para fazer esse tipo de policiamento, então vamos fazer um curso para selecionar os policiais para trabalharem somente nessa companhia de moto”, informou.

Segundo Abreu, o novo batalhão vai ter uma sede própria e se fez necessário para agilizar a atuação da Polícia durante perseguições e ocorrências que demandam mais rapidez.

  • Foto: Isabela de Meneses/ViagoraSecretário de Segurança Fábio AbreuSecretário de Segurança Fábio Abreu

“O policiamento de moto é mais eficiente, pela questão de trânsito e de acesso nessas vias e bairros que as viaturas têm dificuldade de entrar. Uma moto é ideal para que se faça abordagem em outra moto, a gente vai estar focando nessas abordagens porque o pessoal que está cometendo crimes normalmente estão andando de moto e vamos direcionar para isso”, explicou o secretário.

O comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Carlos Augusto, ressaltou ainda a existência de um projeto de policiamento para a Região Norte do Estado e o litoral. Ele ressaltou que a maioria do efetivo do Rone atua em motopatrulhamento.

“Dentre as criações pedidas pela Polícia Militar, há a necessidade de fazer um batalhão de operações especiais na região Norte, em Parnaíba, com uma companhia de choque, motopatrulhamento e de trânsito, pra fazer o trabalho que a gente já faz no litoral somente no período de férias”, disse o comandante.