Piauí

Filha acusa Hospital Nilo Lima de negligência médica na morte do pai

O caso ganhou repercussão na cidade, pois existe a suspeita de negligência médica no atendimento oferecido pelo hospital.
ISABELA DE MENESES
10/11/2017 11h23 - atualizado

Na última terça-feira (07), um senhor identificado como Valdenir da Silva Reis veio a óbito no Hospital Municipal Nilo Lima de Castelo do Piauí, após passar mal e ser levado a unidade de saúde pela família. A morte ocorreu por volta das 7h55 da manhã, mas a filha de Valdenir, Layara Ribeiro, informou que o mesmo deu entrada no hospital 6 horas da manhã.

O caso ganhou repercussão na cidade, pois existe a suspeita de negligência médica no atendimento oferecido pelo hospital. Layara Ribeiro fez um pronunciamento em suas redes sociais, após o diretor do Hospital Daniel Machado, vice-prefeito da cidade, emitir nota afirmando que todos os procedimentos médicos foram realizados adequadamente no paciente, que sofreu um infarto do miocárdio.

Segundo o relato da filha, após o Valdenir chegar ao hospital com a família, o atendimento médico não ocorreu imediatamente, mesmo ele estando em grave estado de saúde. Também foi relatado, que os enfermeiros não aferiram a pressão do paciente, assim a família se viu obrigada a aguardar por atendimento, mesmo Valdenir em grave estado de saúde.

“[...] minha mãe sem ter o que fazer não viu outra opção a não ser esperar para que alguém chegasse para atende-lo, já que as enfermeiras e nem ninguém da recepção se deu ao trabalho de chamar o médico do plantão da noite anterior, que como eu já disse, ainda se encontrava no hospital”, relatou Layrara, filha de Valdenir.

  • Foto: Street ViewHospital Local Nilo LimaHospital Local Nilo Lima

A jovem também conta, que o próprio pai, ao ver um médico conhecido saindo do hospital, apelou por atendimento. De acordo com ela, o médico informou que não poderia atende-lo, pois não estava no horário de trabalho e dirigiu-se ao estacionamento e foi embora.

“E dirigiu-se até o seu carro e foi embora, foi nesse momento que eu cheguei no hospital e vi o meu pai agonizando, sofrendo enquanto todos, tanto pacientes quanto funcionários que estavam naquele local viam o seu sofrimento foi quando eu me dirigi a recepção e uma outra mulher não sendo a mesma que falou com minha mãe,me acompanhou e levou o meu pai a sala de observação e pronto foi isso ,ela saiu do quarto e deixou meu pai sozinho com minha mãe”, conta a filha.

A jovem informou ainda, que o pai só recebeu atendimento após vir a óbito na sala de observação. Nessa hora, segundo ela, um médico apareceu para atender o pai dela, que já estava morto nos braços da mãe. Rayara, em seu desabafo, questionou a nota emitida pelo diretor do hospital, Daniel Machado, que afirma conduta adequada por parte do hospital no atendimento.

“Agora me diga Sr. Daniel Machado, como que o meu pai foi devidamente atendido ainda vivo por uma equipe médica se nem mesmo o cartão do SUS e o nome dele foram pegos na recepção as 6:00hs da manhã quando ele chegou no hospital?”, questiona a filha.

O diretor Daniel Machado, em nota, em nenhum momento informa sobre atendimento prévio ao óbito. Os atendimentos informados, já argumentam sobre tentativas de ressuscitação ao paciente Valdenir.

Posicionamento do Hospital Nilo Lima

“Informamos a População de Castelo do Piauí, a respeito do óbito ocorrido neste hospital, Hospital Local Nilo Lima, hoje 07 de novembro de 2017, ás 7h55 do paciente Valdenir da Silva Reis.

O referido paciente deu entrada neste estabelecimento de saúde apresentando dor precordial com irradiação para o membro superior esquerdo; foi atendido pelo médico plantonista Dr. José Luís Soares.

Ressalta-se que no momento que o paciente chegou ao hospital havia equipe com 03 médicos, foi realizado manobras de ressuscitação cardiopulmonar por 30 minutos, administrado medicamentos e realizado exame de eletrocardiograma, mas devido à gravidade do estado clínico do paciente o mesmo evoluiu para óbito, por possível infarto agudo do miocárdio.”

Daniel Machado – Diretor Geral – Hospital Local Nilo Lima