Política

Firmino Filho é um dos prefeitos citados nas delações da Odebrecht

Os depoimentos dos delatores sobre Firmino foram encaminhados ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região.
RAYANE TRAJANO
15/04/2017 08h34

Firmino Filho é um dos seis prefeitos delatadas por ex-executivos do grupo Odrebrecht. Como prefeitos não possui foro por prerrogativa de função no Supremo Tribunal Federal (STF), os depoimentos dos delatores foram encaminhados a outras instâncias, para que averiguem as denúncias.

José de Carvalho Filho, ex-diretor da Odebrecht e Alexandre José Lopes Barradas, ex-diretor da Foz do Brasil, afirmaram que o prefeito Firmino Filho recebeu de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) da Odebrecht, “a pretexto de doação eleitoral” para a campanha de 2012, quando foi reeleito para o terceiro mandato em Teresina.

  • Foto: AscomFirmino FilhoFirmino Filho

Como não houve menção a crimes praticados por autoridades detentoras de foro por prerrogativa de função no STF, o ministro Edson Fachin determinou o envio dos depoimentos dos delatores para Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Firmino Filho (PSDB), já afirmou anteriormente que recebeu dinheiro para campanha através do partido e que não teve ligações com o grupo Odebrecht.

Mais prefeitos

Os outros cinco prefeito citados nas delações são os de Salvador, ACM Neto (DEM), de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), de Vitória, Luciano Rezende (PPS), de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), e de Macapá, Clécio Luís Vieira (Rede).