Piauí

Florentino Neto faz alerta sobre novos casos de chikungunya

Segundo o secretário, uma maior participação das autoridades municipais de Saúde é fundamental.
ISABELA DE MENESES
08/08/2017 09h28 - atualizado

Um novo alerta foi emitido aos municípios, nessa segunda-feira (07), pelo secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, sobre o aumento de casos de febre chikungunya. Comparado a 2016, os números subiram 103,9%, o que deixa o Estado em alerta.

Segundo o secretário, uma maior participação das autoridades municipais de Saúde é fundamental no combate à proliferação da doença. Cajueiro da Praia, São Raimundo Nonato, Várzea Branca, Arraial e Luís Correia são os municípios com mais casos.

“Nós temos hoje dez municípios em situação de risco, 75 em estado de alerta e 119 em situação satisfatória, devido à incidência do Aedes aegypti. Preocupa-nos muito essa situação. Os municípios são os responsáveis pelas ações de prevenção. Já o Estado fica a par de fazer o monitoramento desses casos”, disse Florentino.

  • Foto: CCOMFlorentino NetoFlorentino Neto

Na sexta-feira (4), Florentino Neto esteve reunido com a Comissão Intergestora Bipartite do Piauí (CIB/PI), e lançou um alerta aos municípios que estão omissos quanto às ações de combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. 

“Alertamos os secretários municipais sobre os índices do Aedes Aegypti e notificamos 20 municípios que estão omissos em prestar informações ao Ministério da Saúde sobre os casos de infestação do mosquito. Essas informações são fundamentais e imprescindíveis para o planejamento e controle das ações”, advertiu o secretário.

Florentino também chamou atenção para o compromisso da população para combater o mosquito. “A participação de cada cidadão é importante no combate desse vetor. É importante o apoio do poder público, mas sabemos que cada cidadão também é fator fundamental nessa luta contra o Aedes aegypti”, ressaltou.

Mais conteúdo sobre: