Geral

Governo autoriza gastos de R$ 9,8 bilhões sem incluir saúde

A inclusão do valor no orçamento foi permitida pelo aumento do déficit fiscal de 2017.
GABRIEL SOARES
03/10/2017 20h24

O Governo Federal liberou novos gastos no valor de R$ 9,8 bilhões. A medida foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (03) e não inclui veras para o Ministério da Saúde. Do valor total, R$ 3,9 bilhões serão destinados para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

De acordo com a Agência Brasil, esse repasse ocorreu devido a aprovação do aumento da meta de déficit primário (resultado negativo das contas do governo sem os juros da dívida pública) no Congresso Nacional. O valor previsto para este ano subiu de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões.

  • Foto: Lula Marques/Agência PT.Presidente da República, Michel Temer.Presidente da República, Michel Temer.

Ainda assim, R$ 20 bilhões não foram liberados integralmente em função de reduções na estimativa de receitas e aumento na previsão com despesas obrigatórias.

O Ministério da Defesa ficou com a maior parte dos recursos, com R$ 2,11 bilhões, dos quais R$ 1,1 bilhão será destinado ao PAC. Logo em seguida, vem o Ministério da Integração Nacional, com uma verba de R$ 1,19 bilhão. O Ministério da Educação teve a sexta maior verba, no valor de R$ 550 milhões.

Por outro lado, o Ministério de Minas e Energia teve acesso a R$ 57 milhões, sendo o menor valor entre os repasses. Logo em seguida, vem o Ministério do Trabalho, com uma verba de R$ 68 milhões.

Mais conteúdo sobre: