Geral

Governo debate medidas contra a falta de água em Teresina

Com melhora no abastecimento, 200 mil pessoas serão beneficiadas.
JOSEFA GEOVANA
09/06/2017 18h04 - atualizado

O governador Wellington Dias realizou nesta sexta-feira (09), uma reunião no escritório da residência oficial para tratar sobre o abastecimento de água em Teresina.

Estavam presentes na reunião representantes da Emgerpi, Agespisa, Instituto de Águas e Esgotos do Piauí (IAEspi), Sefaz, Seadprev, Seplan, Segurança, PM, Agência de Tecnologia da Informação do Piauí (ATI) e Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) e diretores da Aegea, que debateram medidas para garantir o abastecimento de água no segundo semestre de 2017.

  • Foto: Governo do Estado do Piauí.Reunião sobre o abastecimento de água na capital.Reunião sobre o abastecimento de água na capital.

Segundo o Governador Wellington Dias “As ações serão realizadas para evitar o que tem acontecido nos anos anteriores, com o problema da falta de água em muitos bairros. As 10 regiões serão tratadas ao mesmo tempo, o que mostra que essa nova modelagem, na qual investimentos públicos se somam aos privados, tem dado resultados satisfatórios”.

De acordo com o diretor-geral do Iaespi, Francisco Costa, o Governo do Estado visa garantir o abastecimento de água a dez regiões da capital logo no início do mês de julho. “A ideia é de que cinco regiões sejam atendidas nos primeiros 60 dias de julho e, posteriormente, as demais regiões. Serão mais de 200 mil beneficiados”, declarou Francisco.