Piauí

Governo decreta racionamento de água em 27 municípios do Estado

O controle do abastecimento de água será feito nas residências, indústrias e comércios.
JOSEFA GEOVANA
29/06/2017 11h51 - atualizado

Para conscientizar e orientar a população quanto ao consumo de água em épocas de forte estiagem, o governador Wellington Dias estabeleceu o decreto nº 17.231 nesta quarta-feira (28), que estabelece o racionamento de água em 27 municípios das regiões sul e sudeste do Estado, por prazo indeterminado.

De acordo com o decreto, o controle do abastecimento de água será feito nas residências, indústrias e comércios. Outras medidas também serão adotadas, como as suspensões temporárias e os rodízios, afim de evitar o desperdício de água e garantir o abastecimento em todo o Estado.

  • Foto: DivulgaçãoGovernador Wellington DiasGovernador Wellington Dias

“Isso se faz necessário por causa da seca que se prolonga, visto que tivemos expectativas frustradas de chuvas e a situação tende a se agravar neste segundo semestre. A prioridade será o abastecimento de água para o consumo humano e para os animais, que necessitam de água para a sobrevivência”, reforçou o secretário de Governo, Merlong Solano.

Segundo secretário, os açudes e barragens atualmente se encontram com menos de 10% de sua capacidade, o que compromete os sistemas de Piaus, Garrincho, Caboclo, Estreito, Ingazeiras e Algodões II. .

O decreto estabelece o racionamento nos municípios de Dirceu Arcoverde, Coronel José Dias, Júlio Borges, Curral Novo, Jaicós, Várzea Branca, Avelino Lopes, São Raimundo Nonato, Fartura do Piauí, Campo Grande do Piauí, Francisco Santos, Jurema, São Braz, Bonfim do Piauí, São Julião, Alagoinha do Piauí, São Lourenço, Belém do Piauí, Jacobina, Pio IX, Padre Marcos, Fronteiras, Vila Nova do Piauí, Curimatá, Caridade do Piauí, Simões e Monsenhor Hipólito.

Mais conteúdo sobre: