Piauí

Governo do Piauí e ALEPI lamentam falecimento de Chico Ramos

Francisco Ramos foi médico do HGV, ex-deputado e escreveu quatro livros.
VITOR FERNANDES
22/05/2017 12h55 - atualizado

O Governo do Estado do Piauí emitiu nota lamentando a morte na madrugada desta segunda-feira (22) do médico Francisco Ramos. Ele foi médico neurocirurgião do Hospital Getúlio Vargas por mais de 50 anos, onde por vários anos também foi diretor-geral. O Chico Ramos, como é mais conhecido, também foi responsável pela Fundação da Clínica Neurológica do hospital e escreveu quatro livros sobre saúde pública. O falecimento se deu através de uma parada cardiorrespiratória.

  • Foto: Facebook/Chico RamosFrancisco Ramos faleceu através de uma parada cardiorrespiratória.Francisco Ramos faleceu através de uma parada cardiorrespiratória.

“Neste momento de dor, reconhecemos todo o seu legado de dedicação profissional e pessoal. Esperamos que amigos, familiares e admiradores encontrem no seu exemplo, o conforto necessário para superar a perda”, diz nota do Governo.

A Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI) lamentou a perda do também ex-deputado, Francisco Ramos. “O Poder Legislativo se solidariza com familiares, esposa e filhos do grande homem, médico, parlamentar e amigo de todos que ele foi, esperando que Deus possa confortar a todos neste momento de dor e guardar sua alma em sua luz infinita”.

O presidente da ALEPI, deputado Themístocles Filho (PMDB) se pronunciou sobre o falecimento. “Só temos a lamentar. Um parlamentar exemplar. Como deputado, passou em uma cadeira na Assembleia por alguns meses, desempenhou um trabalho exemplar no Poder Legislativo. Com certeza o Piauí só perde com o falecimento do Dr. Chico Ramos”.

A Assembleia Legislativa decretou luto por três dias. 

Mais conteúdo sobre: