Política

Henrique Rebelo critica alterações em linhas de ônibus de Teresina

Segundo ele, os usuário não foram consultados a cerca das mudanças.
GABRIEL SOARES
04/08/2017 08h07 - atualizado

O deputado estadual Henrique Rebelo (PT) criticou a fusão de linhas que atendem os usuários do transporte urbano de Teresina. O parlamentar foi à tribuna defender o requerimento solicitando que a Superintendência Municipal de Transporte e Transito (Strans) reavalie essa decisão.

Ele afirma que os usuários, a maioria estudantes e trabalhadores, relatam não terem sido consultados pela Strans para alterar o percurso de duas linhas, que atendiam os bairros Bela Vista, Lourival Parente, Morada Nova, São João, IAPC e Cristo Rei.

  • Foto: Divulgação/Assembleia LegislativaO Deputado Henrique RebeloO Deputado Henrique Rebelo

“A fusão prejudicou sobremaneira a população desses bairros. Não tem como compreender porque a Strans não fez essas mudanças durante o período de férias, o que daria mais tempo para que as pessoas se adaptassem a essas mudanças. Os estudantes são os mais prejudicados com a fusão dessas linhas. Eles dizem que sequer foram ouvidos antes da Strans promover essa mudança no trajeto, antes percorrido em 15 minutos e que agora demora mais de uma hora. Imagine o prejuízo para essas pessoas?”, questionou Rebelo.

O deputado Dr. Pessoa (PSD) afirmou que os gestores, não consultam o povo antes de adotar essas medidas, como a mudança nas linhas.  O deputado Francis Lopes (PRP) também falou que esse é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais e que inclusive foi procurado por estudantes moradores da região do Morada Nova conjunto este que é ocupado na grande maioria por universitários.

Rebelo pediu o apoio dos deputados para o requerimento. “Diante de tudo isso, solicito aprovação de requerimento dirigido a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito para que ela possa reavaliar a fusão dessas linhas; que o assunto seja discutido com as comunidades afetadas com essa mudança antes da sua implementação”, defendeu Henrique Rebelo.

Mais conteúdo sobre: