Piauí

Heráclito diz que diretórios de partidos viraram empresas familiares

O deputado acredita que é necessário moralizar a utilização do Fundo Partidário.
ISABELA DE MENESES
11/09/2017 08h54 - atualizado

Na última quarta-feira (06), o deputado federal Heráclito Fortes (PSB-PI) informou na Câmara que vai apresentar um projeto de lei que proíbe usar o Fundo Partidário para pagamentos de salários e auxílios a dirigentes dos partidos.

Segundo a Agência Câmara, o parlamentar explicou que muitos diretórios viraram empresas familiares, com altos salários. Heráclito acredita que é necessário moralizar a utilização do Fundo Partidário, que tem como origem recursos públicos.

  • Foto: AscomHeráclito Fortes FederalHeráclito Fortes Federal

O parlamentar piauiense também considera uma mudança no Regimento Interno da Câmara dos Deputados para otimizar as votações. Além disso lembrou, que quando o regimento foi criado, em 1989, existiam apenas 5 partidos na Casa. Atualmente, são 24, o que, segundo ele, prejudica o andamento dos trabalhos.