Piauí

HGV organiza mutirão cirúrgico ortopédico para 30 pacientes

Especialidade corresponde a 41,5% dos procedimentos realizados no projeto.
GABRIEL SOARES
25/08/2017 17h53 - atualizado

O mutirão de cirurgias ortopédicas que o Hospital Getúlio Vargas realizará neste sábado vai contemplar 30 pacientes do Ambulatório Integrado Dirceu Mendes Arcoverde (Prédio Azul) e da Urgência.

Tendo a maior demanda cirúrgica no HGV, a especialidade ortopédica corresponde a 41,45 % dos pacientes atendidos em mutirões cirúrgicos, onde 383 das 924 pessoas atendidas no programa entre janeiro e junho eram pacientes ortopédicos. Estão programados procedimentos para colocação de próteses, tratamento de fraturas de joelho, tíbia, fêmur, punho, dentre outras.

  • Foto: João AlbertHospital Getúlio Vargas (HGV).Hospital Getúlio Vargas (HGV).

"Nosso objetivo é diminuir o período de espera por cirurgias, sobretudo nas áreas de maior demanda. Em 2015, o tempo médio de espera por uma intervenção cirúrgica em ortopedia, por exemplo, era de dois anos; e hoje é de até 40 dias", explicou a diretora-geral do HGV, Clara Leal.

No próximo mês, estão previstos cinco mutirões: um simultâneo de otorrinolaringologia e cirurgia plástica, no dia 02; ortopedia, no dia 07 – Feriado de Independência do Brasil; ginecologia, no dia 09; cirurgia geral, no dia 16; e novamente ortopedia, no dia 30.

Mais conteúdo sobre: