Piauí

Inscrições para estágio na Defensoria Pública encerram amanhã (27)

Há 42 vagas para estágio voluntário em várias cidades do Piauí, incluindo Teresina.
VITOR FERNANDES
26/09/2017 17h21 - atualizado

Encerra na próxima quarta-feira, dia 27 de setembro, o período de inscrições do V Processo Seletivo para Estagiários Voluntários da Defensoria Pública do Estado do Piauí ( DPE-PI) que oferece 42 vagas. A seleção está sob responsabilidade da Escola Superior da Defensoria Pública e destina-se a selecionar estudantes do Curso de Bacharelado em Direito, por meio da análise curricular através do coeficiente acadêmico. Há vagas para Teresina, Água Branca, São Raimundo Nonato, Esperantina, Cocal, dentre outras cidades.

  • Foto: Defensoria Pública do Estado do PiauíSede da Defensoria Pública do Estado do Piauí.Sede da Defensoria Pública do Estado do Piauí.

As inscrições são gratuitas e o candidato interessado deverá preencher a Ficha de Inscrição constante no anexo I do Edital [veja no final desta matéria]. A conclusão da inscrição está condicionada à entrega pessoal da documentação ou ainda por meio de procurador habilitado ou via postal, com aviso de recebimento, na sede da DPE-PI ou nas sedes das Defensorias Públicas Regionais, conforme os endereços constantes no anexo III do Edital.

No ato da entrega dos documentos, os candidatos deverão apresentar: Formulário de inscrição devidamente preenchido; Fotocópia do RG, CPF, Título de Eleitor e Certidão de quitação com a Justiça Eleitoral ou comprovante de que votou na última eleição (se na última eleição tiver havido segundo turno, o comprovante deste também deverá ser apresentado); Histórico Acadêmico original e atualizado, constando o coeficiente de índice acadêmico – que não poderá ser inferior a 7,0 (sete); 01 (uma) foto 3×4 e Declaração original de Matrícula.

O estágio na Defensoria Pública é considerado um dos mais abrangentes na área do Direito e realizado sempre sob a supervisão de um Defensor Público. O estudante passa por todas as etapas inerentes à profissão tendo contato inicial com os assistidos e a oportunidade de elaborar petições, protocolando e acompanhando todo o desenvolvimento do processo em vários ramos das áreas Cível e Criminal, o que tem sido de grande valia para definir aquilo em que cada um se especializará dentro da profissão.

Confira o edital aqui.

Mais conteúdo sobre: