Política

João Henrique diz que sente apoio do PMDB para candidatura própria

João Henrique disse que a convenção é importante para definir o posicionamento para as próximas eleições no Piauí.
ISABELA DE MENESES
16/09/2017 18h00 - atualizado

O ex-ministro dos transportes João Henrique de Almeida Sousa, atual presidente do Sesi, disse nessa sexta-feira (15), que a convenção extraordinária do PMDB, solicitada por ele, para acontecer em janeiro de 2018, continua confirmada e que os rumores de cancelamento não procedem.

“O partido aprovou a realização da convenção e agora tem uma zoada aí, que não querem mais fazer, mas eu não recebi nenhum comunicado oficial não. O que eu tenho até agora é aprovação, que foi feita em uma reunião da executiva. Eu estou me preparando para ter”, relatou o presidente do Sesi.

  • Foto: Facebook/Caravana Piauí em MovimentoEx-ministro João HenriqueEx-ministro João Henrique

João Henrique disse que sente apoio dentro do PMDB e que a convenção é importante para definir o posicionamento para as próximas eleições no Piauí, que não necessariamente precisam continuar ao lado do PT e isso precisa ser decidido.

“Eu acredito que a base do partido, os delegados do partido estão me apoiando sim, todo mundo quer realizar a convenção para decidir a posição exata, se o partido quer mesmo ficar com o PT, ou se quer ter um candidato próprio”, disse o pmdebista.

O ex-ministro afirmou ao Viagora que acredita que o PMDB quer sim uma candidatura própria para o Estado em 2018.

 “Na minha avaliação, eu tenho a sensação que a base do partido, o partido no interior do estado, pelos seus delegados, que votam na convenção, estão preferindo uma candidatura própria, eu tenho essa impressão”, concluiu João Henrique. 

Mais conteúdo sobre: