Piauí

Ministério da Integração libera R$ 11 milhões para ações no Piauí

Os recursos são destinados na aplicação de ações emergenciais.
VITOR FERNANDES
20/09/2017 15h38 - atualizado

O governador Wellington Dias esteve em Brasília (DF) nesta quarta-feira (20), em audiência com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, para tratar de respostas à crise de abastecimento d’água, principalmente nas regiões entre as divisas dos estados do Piauí com Ceará, Pernambuco e Bahia, que correspondem a 62 municípios, conseguindo a liberação de mais de R$ 11 milhões ao Piauí.  

  • Foto: AscomGovernador participa de audiência no Ministério da Integração Nacional.Governador participa de audiência no Ministério da Integração Nacional.

“Na audiência, conseguimos o compromisso do ministro Helder de, já na próxima semana, ajudar o Piauí na liberação de R$ 11 milhões. Compreendendo a importância do pleito, foi colocado para que se possa tratar emergencialmente do atendimento humano, como nas cidades de Curimatá, São Raimundo Nonato, Jaicós, Fronteiras e em outras cidades que precisam desse atendimento”, informou Wellington.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Hélio Isaías, disse que deverá se reunir em breve com a Defesa Civil Nacional. "Estamos em um momento difícil no estado do Piauí. O ministro [Barbalho] já sinalizou a liberação de recursos para ações emergenciais nos 40 municípios que estão com dificuldades de abastecimento nas zonas urbanas", comentou.

Na audiência com o ministro foi tratado ainda sobre o projeto relacionado à Adutora de Engate Rápido, em São Raimundo Nonato. Barbalho firmou o compromisso de analisar a solução proposta pelo Tribunal de Contas à Barragem de Castelo. O reservatório será o 2º maior do Piauí, com capacidade de armazenar 2,6 bilhões de metros cúbicos de água, ficando atrás apenas da Boa Esperança, em Guadalupe.

Também participaram da audiência o senador Ciro Nogueira e o deputado Antônio Félix.