Piauí

Ministério Público do Trabalho abre inquérito contra Almaviva

A investigação foi aberta no dia 25 de maio, na Procuradoria Regional do Trabalho da 22ª Região, pela procuradora Maria Elena Moreira Rêgo.
RAYANE TRAJANO E ISABELA DE MENESES
31/05/2017 12h25 - atualizado

Ministério Público do Trabalho no Piauí abriu inquérito civil para investigar irregularidades trabalhista supostamente praticadas pela Almaviva do Brasil Telemarkenting e Informática S.A. A investigação foi aberta no dia 25 de maio, pela procuradora Maria Elena Moreira Rêgo.

A denúncia protocolada na Procuradoria Regional do Trabalho da 22ª Região de Teresina, trata sobre abusos decorrentes do poder hierárquico do empregador, proibição de banco de horas e intervalos intrajornada.

A procuradora levou em conta, “a legitimidade do Ministério Público do Trabalho para instaurar inquérito civil e ajuizar ação civil pública em defesa dos direitos sociais constitucionalmente garantidos no âmbito das relações de trabalho”.

Outro lado

O Viagora tentou entrar em contato com a sede da Almaviva no Piauí, através de dois números telefônicos da empresa, mas não foi atendido. O espaço permanece aberto para esclarecimentos.