Piauí

Ministério Público do Trabalho abre inquérito contra Rádio Táxi

O inquérito para analisar o caso foi aberto na última segunda-feira, 15 de maio, pelo Procurador José Heraldo de Sousa.
RAYANE TRAJANO E ISABELA DE MENESES
17/05/2017 13h58 - atualizado

A Rádio Táxi Transportes e Comunicações LTDA. – ME está sendo investigada pelo Ministério Público do Trabalho no Piauí por suposta prática de irregularidade trabalhista. O inquérito para analisar o caso foi aberto na última segunda-feira, 15 de maio.

De acordo com a denúncia feita na Procuradoria Regional do Trabalho da 22ª Região em Teresina, a empresa descumpre a Norma Regulamentadora 17 do Ministério do Trabalho, que pondera sobre os empregados de teleatendimento/ telemarketing.

O procurador do Trabalho, José Heraldo de Sousa, levou em consideração que “é direito social dos trabalhadores urbanos e rurais a redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança” e que “que cabe à empresa cumprir e fazer cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho (art. 157, I, da CLT), inclusive a Norma Regulamentadora 17 do Ministério do Trabalho”.

Outro lado

O Viagora entrou em contato com a Rádio Taxi e conversou com o funcionário Campelo, que informou que a empresa ainda não foi notificada a respeito do Inquérito aberto pelo Ministério Público do Trabalho.