Política

Ministro do STF determina abertura de novo inquérito contra Temer

O Presidente será investigado por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro na edição de um decreto para beneficiar a empresa Rodrimar.
VITOR FERNANDES
12/09/2017 16h20 - atualizado

O ministro do STF Luís Roberto Barroso determinou a abertura de um inquérito para investigar o presidente da República, Michel Temer (PMDB), por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro na edição de um decreto para beneficiar a empresa Rodrimar, que atua no porto de Santos. A informação é do jornalista Matheus Leitão, do G1.

  • Foto: Divulgação/PTPresidente da República, Michel Temer.Presidente da República, Michel Temer.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, fez o pedido de inquérito em junho. Ele pediu abertura do novo inquérito para investigar Temer e Rodrigo Rocha Loures ao denunciá-los por corrupção passiva no episódio do recebimento de uma mala de dinheiro da JBS. 

“Os elementos colhidos revelam que Rodrigo Rocha Loures, homem sabidamente da confiança do Presidente da República, menciona pessoas que poderiam ser intermediárias de repasses ilícitos para o próprio Presidente da República, em troca da edição de ato normativo de específico interesse de determinada empresa, no caso, a Rodrimar”, escreveu o ministro Barroso.