Piauí

MP instaura inquérito civil para investigar serviços da Eletrobras

O procedimento é para apurar fatos noticiados a respeito da má prestação do serviço de distribuição de energia elétrica.
ISABELA DE MENESES
14/09/2017 07h38 - atualizado

O promotor de Justiça Avelar Marinho Fortes do Rêgo do Ministério Público do Estado (MP-PI), instaurou inquérito civil, no dia 28 de agosto, para apurar fatos noticiados pelo vereador de Lagoa de São Francisco, Claudiné Lima, a respeito da má prestação do serviço de energia elétrica, pela Eletrobras, no município.

Segundo Ministério Público o vereador comunicou sobre os termos do abaixo-assinado, que os moradores dos bairros Piçarra, Boa Esperança e São Gonçalo, denunciaram problemas de oscilação de energia e queda de tensão elétrica, além de péssima qualidade do serviço de distribuição de energia, que causa defeitos no funcionamento dos eletrodomésticos.

  • Foto: Reprodução/Street ViewEletrobras Distribuição PiauíEletrobras Distribuição Piauí

Além de decidir pela instauração do inquérito civil para a realização de diligência de apuração dos fatos denunciados, o promotor decidiu informar ao Programa de Defesa do Consumidor (Procon), sobre os problemas constatados pelos morados na prestação dos serviços da empresa Eletrobras.