Piauí

MP investiga motorista da prefeitura municipal de Marcos Parente

A prefeitura foi notificada, mas não instaurou nenhum procedimento investigativo ou disciplinar ao funcionário.
ISABELA DE MENESES
03/09/2017 08h13 - atualizado

O promotor de Justiça, Edgar dos Santos Bandeira Filho, do Ministério Público do Estado (MP-PI), decidiu, no dia 30 de agosto deste ano, instaurar inquérito civil para apurar enriquecimento ilícito do motorista do município de Marcos Parente, Valterlim Pereira da Silva.

Para abrir o procedimento, o promotor levou em consideração, a notícia que chegou ao MP que ocupante do cargo efetivo de motorista da Prefeitura Municipal, não estaria exercendo suas atividades funcionais. Como também, que a prefeitura foi notificada, mas não instaurou nenhum procedimento investigativo ou disciplinar ao funcionário.

  • Foto: Divulgação/MPMinistério Público do Estado do Piauí (MP-PI)Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI)

Assim, foi decidido pela instauração do inquérito para apurar o possível enriquecimento ilícito do servidor público municipal Valterlim, bem como a omissão da Prefeitura Municipal de Marcos Parente em apurar a conduta do servidor e instaurar a comissão permanente de inquérito administrativo.