Piauí

MPC e 25º BC buscam parceria para fiscalizar poços em Cristino Castro

Em reunião constatou-se que em Cristino Castro 38 poços que foram construídos com recursos públicos encontravam-se abandonados e privatizados, deixando de atender a população.
ISABELA DE MENESES
04/07/2017 11h10 - atualizado

Na última sexta-feira (30), o Procurador-Geral do Ministério Público de Contas do Piauí (MPC-PI), Plínio Valente, esteve reunido com o Tenente-Coronel Francisco Nixon e oficiais do 25º Batalhão de Caçadores (25º BC) para falar sobre a dificuldade do serviço público de fornecimento de água no Município de Cristino Castro.

O Procurador-Geral quer firmar uma parceria com o 25º BC através da troca de informações e fiscalização sobre a atuação dos carros-pipa gerenciados pelo Exército e das licenças ambientais nos poços, em Cristino Castro e outras cidades quem sofrem com a seca no Semiárido piauiense.  

  • Foto: Divulgação/MPCReunião do Procurador-Geral do MPC com representantes do 25º BCReunião do Procurador-Geral do MPC com representantes do 25º BC

Na reunião constatou-se que em Cristino Castro 38 poços que foram construídos com recursos públicos estão abandonados e privatizados, deixando de atender a população que necessita diariamente desse serviço.

Por isso o MPC estuda a possibilidade de atuar através de representações ou denúncias cabíveis, para analisar falhas na aplicação de recursos públicos e má gestão dos programas de combate à seca.