Geral

MPT identifica fraude em seguro-desemprego e aposentadoria

Mais de dois mil motoristas sem vínculo empregatício recebiam os benefícios em todo o Brasil.
VITOR FERNANDES
11/07/2017 17h22

Auditores do Ministério Público do Trabalho identificaram 2.180 motoristas trabalhando sem carteira de trabalho, entre os meses de abril e maio, sendo que 31% deles recebiam o benefício do Seguro Desemprego mesmo trabalhando.

  • Foto: Antônio Cruz/Agência BrasilGoverno detecta fraudes no pagamento do seguro-desemprego e aposentadoria por invalidez.Governo detecta fraudes no pagamento do seguro-desemprego e aposentadoria por invalidez.

Os estados com maior número de irregularidades são Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Rondônia, Goiás e Mato Grosso. A operação, que contou com mais de 330 ações fiscais, registrou 600 autos de infração em todo o País e as multas podem chegar a R$ 6 milhões.

De acordo com o Portal Brasil, na operação foram bloqueados um total de R$ 2,6 milhões de recursos do seguro-desemprego. Os trabalhadores flagrados terão de devolver os valores recebidos indevidamente e não poderão receber novo benefício por pelo menos dois anos. Eles também podem responder pelo crime de estelionato qualificado.

Também foi constatado o recebimento do benefício de aposentadoria por invalidez por vários empregados sem registro. O Ministério do Trabalho estima que essas fraudes tenham retirado mais de R$ 3 milhões dos cofres da Previdência Social.